Busca de Diários Oficiais


Diário RJ - Just.Est. - II - Judicial - 2ª Instância

um DEMONSTRATIVO DE DEBITO, apontando saldo devedor de R$ 109.745,64 em 01/ago/12 e a atualizacao desse saldo, em 29/set/2014 (data da atualizacao) correspondendo a R$ 109.009,76, sendo esse o valor pedido na inicial. 12.A jurisprudencia deste Tribunal, no que diz respeito cobranca sem a juntada do contrato, inegavelmente e pela improcedencia da cobranca se no exame da prova trazida para suprir a falta do titulo nao houver elementos suficientes da comprovacao do negocio.13.Ocorre que, no caso presente, andou bem a ilustre magistrada quando entendeu que a prova convence sobre o alegado mutuo.14.Com efeito, lendo atentamente as duas contestacoes apresentadas pela empresa re e pelo avalista, ambas as pecas assinadas pelo mesmo advogado, percebo que nelas, estranhamente, nao ha a afirmativa direta e expressa de que o mutuo nao foi contratado, que o extrato bancario da conta seja falso, que os lancamentos contidos no extrato (onde consta 01/08 GIROPRE 93.810,66 e 01/08 GIROPRE 20.175,76) nao correspondam a realidade, muito menos que a empresa SERRASOFT INFORMATICA LTDA, indicada no extrato, nao seja titular da conta 15958-7, conta essa onde feitos aqueles lancamentos contidos no extrato. Curiosamente, nenhuma dessas afirmacoes foram feitas pelos dois reus. Estes se limitam a afirmar que os tres documentos trazidos com a inicial para suprir a ausencia do contrato (FICHA DE COBRANCA de fls.19/20, EXTRATO DA CONTA BANCARIA de fls. 21 e o DEMONSTRATIVO DE DEBITO de fls. 22) foram produzidos unilateralmente, nao servindo de prova dos fatos constitutivos alegados pelo Banco credor. Vale acentuar que ambas as contestacoes vieram acompanhadas tao somente da procuracao e documentos pessoais. Nenhuma

Importante: Todos os documentos armazenados para fins de busca e exibição no Radar Oficial são documentos de conhecimento público e disponibilizados por fontes oficiais em seus sites originais.