Busca de Diários Oficiais


Diário PR - Com. Ind. e Serviços

tuando como consolidador de cargas e agenciando, gerenciando e/ou executando seu transporte nos diversos modais; b) Prestar servicos de gestao e operacao de portos, terminais, centros de distribuicao, unidades de armazenagem, armazens gerais, entrepostos aduaneiros do interior, bem como demais servicos
de despacho aduaneiro; c) Prestar servicos de armazenagem, movimentacao e manutencao de conteineres; d) Desenvolver e manter retroareas e estacionamentos para veiculos
automotores; e) Importar, exportar, comprar, vender, distribuir, arrendar, locar e ceder conteineres, maquinas, equipamentos e insumos relacionados com as atividades descritas nas
alineas anteriores; f) Desenvolver, incorporar, gerenciar e operar parques logisticos, inclusive com compra, venda, locacao, arrendamento ou cessao de areas ou espacos comerciais
a terceiros, bem como explorar direitos de passagem e demais oportunidades imobiliarias
relacionadas ao ramo da logistica ou atividades afins; g) Executar todas as atividades afins,
correlatas, acessorias ou complementares as descritas nas alineas anteriores, alem de outras que utilizem como base a estrutura da Companhia, e; h) Participar direta ou indiretamente de sociedades, consorcios, empreendimentos e outras formas de associacao cujo
objeto seja relacionado a qualquer das atividades indicadas nas alineas anteriores, inclusive
de operacoes reguladas ou sujeitas aos regimes de concessao, permissao ou autorizacao.
Em 02/06/2017 a Companhia integralizou o capital do Centro Logistico de Paranagua o qual
esta ativo mas sem operacao no exercicio findo em 31/12/2018. 2. Politicas contabeis: As
principais politicas contabeis aplicadas na preparacao destas demonstracoes financeiras
individuais e consolidadas estao definidas a seguir. As demonstracoes financeiras individuais e consolidadas foram elaboradas com apoio em diversas bases de avaliacao utilizadas nas estimativas contabeis. As estimativas contabeis envolvidas na preparacao das demonstracoes financeiras individuais e consolidadas foram baseadas em fatores objetivos e
subjetivos, com base no julgamento da administracao para determinacao do valor adequado
a ser registrado nas demonstracoes financeiras individuais e consolidadas. Itens significativos sujeitos a estimativas incluem: a selecao de vidas uteis do ativo imobilizado; a provisao
para devedores duvidosos; provisao para riscos civeis, tributarios e trabalhistas e a mensuracao do valor justo de instrumentos financeiros. A liquidacao das transacoes envolvendo
essas estimativas podera resultar em valores significativamente divergentes dos registrados
nas demonstracoes financeiras devido as imprecisoes inerentes ao processo de sua determinacao. A Companhia revisa suas estimativas e premissas pelo menos trimestralmente. As
presentes demonstracoes financeiras individuais e consolidadas foram aprovadas pela Administracao da Companhia em 27/02/2019. 2.1. Consolidacao: As demonstracoes financeiras consolidadas sao compostas pelas Demonstracoes financeiras da controladora TCP
LOG S.A. e de sua controlada TCP LOG Centro Logistico Industrial Aduaneiro Paranagua
Ltda. A demonstracao da controlada e elaborada com base nos saldos do exercicio de 2018
e do exercicio findo em 31/12/2017, portanto, nao existe qualquer defasagem em relacao ao
exercicio de apresentacao da controladora. Na divulgacao apresentada foram utilizadas
politicas contabeis consistentes e eliminados todos os saldos, receitas, despesas, ganhos e
perdas nao realizados, oriundos de transacoes entre as empresas consolidadas. As demonstracoes financeiras consolidadas da Companhia incluem:
Principal Pais - % Participacao
Nome
2018
2017
atividade
sede
TCP Log Centro Logistico Industrial
Aduaneiro Paranagua Ltda.
Armazenamento Brasil
100% 100%
2.2. Base para elaboracao: As demonstracoes financeiras foram elaboradas com base no
custo historico, exceto por determinados instrumentos financeiros mensurados pelos seus
valores justos, conforme descrito nas praticas contabeis. O custo historico geralmente e
baseado no valor justo das contraprestacoes pagas em troca de ativos. 2.3. Conversao de
moeda estrangeira: As Demonstracoes financeiras sao apresentadas em Reais (R$), que
e a moeda funcional da Companhia. Transacoes e saldos: As transacoes em moeda estrangeira sao inicialmente registradas a taxa de cambio da moeda funcional em vigor na
data da transacao. Os ativos e passivos monetarios denominados em moeda estrangeira
sao reconvertidos a taxa de cambio da moeda funcional em vigor na data do balanco, sendo
todas as diferencas sao registradas na demonstracao do resultado. 2.4. Apresentacao das
demonstracoes financeiras: As demonstracoes financeiras da Companhia, individual e
consolidada, foram preparadas de acordo com as praticas contabeis adotadas no Brasil (BR
GAAP). As praticas contabeis adotadas no Brasil compreendem aquelas incluidas na legislacao societaria brasileira, os Pronunciamentos, as Orientacoes e as Interpretacoes emitidas pelo Comite de Pronunciamentos Contabeis (CPC). 2.5. Reconhecimento de receita
de contratos: O CPC 47, equivalente a norma internacional IFRS 15, substitui o CPC 17
(R1) - Contratos de Construcao (equivalente a norma internacional IAS 11), CPC 30 - Receitas (equivalente a norma internacional IAS 18) e interpretacoes relacionadas e se aplica,
com excecoes limitadas, a todas as receitas decorrentes de contrato com cliente. O CPC 47
estabelece um modelo de cinco etapas para contabilizar a receita proveniente de contrato
com cliente e exige que a receita seja reconhecida em um valor que reflita a contraprestacao
que a entidade espera receber em troca da transferencia de bens ou servicos para um
cliente. O CPC 47 exige que as entidades exercam julgamento, levando em consideracao
todos os fatos e circunstancias relevantes ao aplicar cada etapa do modelo a contratos com
seus clientes. A norma tambem especifica a contabilizacao dos custos incrementais de obtencao de um contrato e os custos diretamente relacionados ao cumprimento de um contrato. Alem disso, a norma exige divulgacoes mais detalhadas. De acordo com o CPC 47, a
receita e reconhecida por um valor que reflete a contrapartida a que uma entidade espera
ter direito em troca de transferencia de bens ou servicos para um cliente. A nova norma para
receita substituiu todos os requisitos atuais de reconhecimento de receita de acordo com as
praticas contabeis adotadas no Brasil. A Companhia realizou uma avaliacao dos efeitos
desse pronunciamento, tendo por base a natureza de seu negocio e a natureza dos seus
contratos com clientes. Dessa forma, no que diz respeito aos efeitos do CPC 47 - Receita de

Demonstracoes das Mutacoes
do Patrimonio Liquido
Saldos em 31 de dezembro de 2016
Lucro liquido do exercicio
Dividendo minimo proposto
Lucros retidos a distribuir
Saldos em 31 de dezembro de 2017
Lucro liquido do exercicio
Reversao de dividendos
Dividendos minimos propostos
Lucros retidos a distribuir
Saldos em 31 de dezembro de 2018

Capital Lucros
Lucros
social Retidos acumulados Total
1
412
- 413
2.359 2.359
(590) (590)
1.769
(1.769)
1
2.181
- 2.182
2.918 2.918
15
590
- 590
15
(729) (729)
2.189
(2.189)
1
4.960
- 4.961

Nota

contratos com clientes, a Companhia tem identificado sua carteira de clientes ativos, bem
como as demandas e exigencias a serem cumpridas em cada contrato. A Companhia adotou a nova norma a partir/01/2018 com base no metodo retrospectivo completo, contudo,
sem impactos relevantes sobre a pratica contabil adotada anteriormente. (a) Prestacao de
servicos: A Companhia esta envolvida na exploracao, sob o regime de concessao, de instalacoes portuarias destinadas a movimentacao e armazenamento de conteineres, podendo
desenvolver atividades logisticas complementares e necessarias aos clientes do terminal.
Adicionalmente, seu plano de negocios demonstra que os resultados futuros de suas operacoes serao compativeis com as obrigacoes do contrato de concessao. De acordo com o
Importante: Todos os documentos armazenados para fins de busca e exibição no Radar Oficial são documentos de conhecimento público e disponibilizados por fontes oficiais em seus sites originais.