Busca de Diários Oficiais


Diário CE - Executivo

a crise hidrica do Ceara nos ultimos anos. Dessa forma, cabe a Cagece, como distribuidora desse recurso, buscar alternativas como forma de diminuir as
perdas durante essa distribuicao. Esse trabalho permitira acoes mais efetivas no combate a perdas de agua, evitando assim demoras na retirada de vazamentos,
diminuicao de pressao, descontinuidade, entre outras situacoes que prejudicam o abastecimento.
Ao todo ja foram confinadas e estao sendo medidas 13 areas em Fortaleza e Regiao Metropolitana (RMF). O confinamento desses DMCs permitira mensurar
os volumes de entrada de agua nesses blocos e assim conseguir sua estruturacao. Para 2019 estao previstos investimentos da ordem de 58 milhoes para
implementacao de DMCs.
Ainda no tocante a gestao de perdas, em novembro de 2018 foi realizado o primeiro Forum de Combate as Perdas de Agua, coordenado pela Gerencia de
Combate as Perdas de Agua (Gcope). O evento teve como objetivo abordar a importancia do diagnostico de perdas de cada unidade e o seu plano de reducao
e contou com a participacao dos colaboradores das Unidades de Negocio.
9.2. Coleta, Tratamento de Esgoto e Residuos
Na capital, o esgoto coletado pela Cagece e transportado para a estacao de Pre-condicionamento de Esgoto (EPC), que tem por finalidade remover o material
solido e o material flutuante no esgoto. A EPC e constituida de um conjunto de peneiras rotativas e desarenadores, com capacidade de tratamento de 3 m3/s.
A Cagece opera ainda em sistemas isolados de esgotamento sanitarios localizados em Fortaleza, Caucaia e Maracanau formados pelas Estacoes de Tratamento
de Esgoto (ETE), conjuntos elevatorios integrados, bem como por alguns conjuntos habitacionais. Em geral cada sistema e formado por rede coletora, estacao
elevatoria (EEE), estacao de tratamento de esgoto, do tipo reatores ou lagoas de estabilizacao e corpo receptor (rios, riachos, corregos).
Ao todo a companhia possui 278 Estacoes de Tratamento de Esgoto ativas em 70 municipios, possibilitando o tratamento do esgoto antes de ser lancado no
destino final (corpo hidrico ou solo). Desse total, 119 estao no interior. As tecnologias utilizadas no tratamento dos efluentes sao: decantos digestores, filtros
anaerobios, reatores UASB, lagoa anaerobia, lagoa facultativa, lagoa de maturacao, entre outras.
O monitoramento qualitativo do efluente das ETEs e realizado periodicamente nos laboratorios regionais localizados nas unidades de negocio da Cagece e
acompanhado por meio do indicador Indice de Qualidade do Esgoto Tratado (IQET), de forma a verificar o atendimento aos padroes de lancamento exigidos
pela legislacao vigente. Em alguns desses sistemas, a companhia reutiliza seu efluente tratado, como nas ETEs Guadalajara e Tiangua. Na ETA Oeste,
o residuo do processo produtivo e tratado por meio da Estacao de Tratamento do Residuo Gerado (ETRG). Esse conjunto de acoes garante a reducao do
impacto ambiental no entorno da comunidade.
Na Estacao de Pre-Condicionamento esta instalada a Estacao de Tratamento de Odores (ETO) para minimizar a exalacao dos gases agressivos para a atmosfera durante o processo de tratamento do esgoto. O monitoramento do efluente final da EPC e composto de testes laboratoriais onde sao realizadas analises
fisico-quimicas, microbiologicas e ensaios ecotoxicologicos com o objetivo de proteger a biodiversidade oceanica e atender aos parametros de qualidade e
protecao a saude humana, conforme Resolucao Conama no 430/2011.
9.2.1. Residuos
A Cagece se preocupa com os impactos no meio ambiente causados em todos os setores e tem se inserido continuamente nas diretrizes do Plano Nacional de

10

DIARIO OFICIAL DO ESTADO | SERIE 3 | ANO XI No081 | FORTALEZA, 02 DE MAIO DE 2019

Residuos Solidos (PNRS). Entre as acoes implementadas estao: coleta seletiva de lixo, implantacao da Logistica Reversa, entrega dos residuos reciclaveis
para cooperativas de catadores, descontaminacao e coprocessamento dos residuos perigosos, realizacao de acoes de educacao ambiental com os colaboradores
da empresa, entre outras acoes.
A companhia elabora anualmente Planos de Gerenciamento de Residuos Solidos (PGRS), contemplando suas unidades administrativas, estacoes de tratamento de agua e esgoto, oficinas e laboratorios. Os Planos sao instrumentos de auxilio para o correto gerenciamento dos residuos e seu objetivo e eliminar/
minimizar os impactos ambientais que sao causados durante a execucao das atividades da empresa.
Foram doados 5.207 kg de materiais reciclaveis (papel, plastico, metal, vidro) para a Rede de Catadores de Residuos Reciclaveis do Estado do Ceara. Quanto
aos residuos perigosos, 1.400 unidades de lampadas fluorescentes geradas pela Cagece foram coletadas, descontaminadas e destinadas por empresas devidamente licenciadas. Os residuos provenientes de atividades desenvolvidas nos laboratorios, em oficinas mecanicas e nos servicos de manutencao (EPIs,
materiais contaminados com oleo e graxa/tinta) totalizaram 484 kg, tendo como destinacao final o coprocessamento. Foram destinados a logistica reversa
1770 kg de baterias de chumbo,77 unidades de pneus e 60 kg de embalagens de oleo usadas.
Em 2018, foram investidos R$ 36 mil com servico de coleta/transporte/destinacao de residuos perigosos e nao perigosos gerados pela Cagece, realizacao da
semana do meio ambiente e gerenciamento de residuos solidos.
10. DESEMPENHO ECONOMICO FINANCEIRO
10.1. Receita Liquida de Servicos de Agua e Esgoto
Em 2018, a Cagece continuou apresentando bons resultados economico-financeiros, mostrando a capacidade de geracao de riqueza atraves das receitas
oriundas da prestacao de servicos. Destaques para o aumento de 13,77% em relacao a 2017 dos Servicos de Abastecimento de Agua e de 21,90% com a
prestacao dos servicos de coleta e tratamento de esgoto.
Os principais fatores que justificam esse aumento sao:
	
i. Aplicacao de revisao ordinaria de 17,23% nas tarifas de agua e esgoto, realizada em duas etapas. A primeira de 12,9% em junho de 2017 e a
segunda de 4,33% em setembro de 2017;
	
ii. Incremento de ligacoes ativas de agua e de esgoto. Para o produto agua, o incremento total foi de 5.800 ligacoes. No que se refere ao produto
esgoto, o incremento total foi 24.468 novas ligacoes;
	
iii. Aplicacao de complementacao tarifaria de 5,70% a partir de janeiro de 2018.
Quadro 8  Receita Liquida de Servicos de Agua e Esgoto
PRODUTO
Receita de Agua
Receita de Esgoto
(-) Pis
(-) Cofins

2018
1.071.541
409.286
(24.434)
(112.543)
1.343.850

2017
941.889
335.749
(21.081)
(97.100)
1.159.457

VAR. ABS.
129.652
73.537
(3.353)
(15.443)
184.393

VAR. %
13,77%
21,90%
15,91%
15,90%
15,90%

10.2. Custos e Despesas
Os custos dos servicos prestados e as despesas comerciais e administrativas no ano de 2018 totalizaram R$ 1,15 bilhao, representando um aumento de 4,99%
em relacao ao ano de 2017.
As principais variacoes ocorreram nos custos dos servicos prestados e nas despesas administrativas, decorrentes principalmente dos seguintes fatores:
	
 Servicos (2018: R$ 113,7 milhoes; 2017: R$ 93,6 milhoes): sao gastos com demais servicos para o desenvolvimento da atividade administrativa.
Exemplo: Servicos Tecnicos Profissionais, vigilancia, telefone, tarifa de arrecadacao etc. Variacao de
R$ 20 milhoes (21,38%);
	
 Energia Eletrica (2018: R$ 114,2 milhoes; 2017: R$ 105,6 milhoes): sao os gastos com energia-forca (energia consumida na producao e manutencao
dos sistemas dos produtos agua e esgoto) e com energia-luz (energia consumida na administracao). No periodo houve uma variacao de R$ 8,55
milhoes representando 8,09%;
	
 Servicos Prestados por Terceiros (2018: R$ 202,1 milhoes; 2017: R$ 191,2 milhoes): sao gastos com a contratacao da mao de obra terceirizada
no desenvolvimento da atividade administrativa. Variacao absoluta de R$ 10,9 milhoes (5,71%);
	
 Manutencao (2018: R$ 55 milhoes; 2017: R$ 50 milhoes): sao gastos com servicos de manutencao para a operacao dos sistemas abastecimentos
Importante: Todos os documentos armazenados para fins de busca e exibição no Radar Oficial são documentos de conhecimento público e disponibilizados por fontes oficiais em seus sites originais.