Busca de Diários Oficiais


Diário RS - Legislativo

tradicionais gauchas ;
O FEGADAN tambem promove a harmonia, a integracao e o respeito evitando-se a projecao da
vaidade e o personalismo entre os participantes, alem de valorizar o artista amador do Rio Grande do Sul,
evitando atitudes pessoais ou coletivas que deslustrem os principios de formacao moral do povo gaucho.
Por fim, cumpre destacar que o Festival credencia seus vencedores, nas diversas modalidades, a se
apresentarem nos eventos oficiais do MTG e representarem o Estado nos eventos nacionais e internacionais,
quando convidados preservando a autenticidade a fim de representar a modalidade.
O FEGADAN e realizado anualmente durante o mes de outubro, inicialmente no Municipio de
Caxias do Sul, pretendendo-se expandir para diversos municipios do Estado, como forma de valorizar a
cultura gaucha.
Apesar de ser um evento ainda jovem, e de estrema importancia para a cultura do Rio Grande do
Sul, pois nasceu como um movimento aparte ao ENART, justamente para ser diferente.
Enquanto o ENART trabalha com uma qualidade quase profissional de nivel de danca, o
destacando a plastica, a uniformidade e o show como base principal, o FEDAGAN nasceu de forma oposta,
para destacar a cultura em si e as origens folcloricas do nosso Estado, elevando as biografias de Joao Carlos
Paixao Cortes e do folclorista Luiz Carlos Barbosa Lessa.
Portanto, a Proposicao em comento tem por objetivo auxiliar e divulgar este grande evento
disseminador da cultura do nosso Estado do Rio Grande do Sul.

Sala das Sessoes

Deputado(a) Gilberto Capoani
__________________________________________________________________________________

DIARIO OFICIAL DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA

Porto Alegre, quinta-feira, 28 de fevereiro de 2019.

PRO 18

PROJETO DE LEI No 186/2017
Deputado(a) Gilberto Capoani
Denomina Rodovia Jose Leocyr Dornelles Minussi o
trecho compreendido pelo acesso asfaltico da RS-135 ate a
entrada para o campus do Instituto Federal de Ciencia e
Tecnologia do Rio Grande do Sul, Campus Sertao, na
Comunidade Englert.

Art. 1o - Denomina Rodovia Jose Leocyr Dornelles Minussi o trecho compreendido pelo acesso
asfaltico da RS-135 ate a entrada para o campus do Instituto Federal de Ciencia e Tecnologia do Rio Grande
do Sul, Campus Sertao, na Comunidade Englert.
Art. 2o - Esta lei entra em vigor na data de sua publicacao

Sala das Sessoes
Deputado(a) Gilberto Capoani

JUSTIFICATIVA
Jose Leocyr Dornelles Minussi nasceu 23 de abril de 1943, no municipio de Sao Francisco de Assis,
na regiao da Campanha do Estado.
Foi Diretor do Campus Sertao do Instituto Federal de Educacao, Ciencia e Tecnologia do Rio
Grande do Sul durante vinte anos, no periodo entre 1976 e 1996.
Era tecnico em assuntos educacionais, com formacao em engenharia agronoma pela Universidade
Federal de Santa Maria  UFSM, onde foi admitido em 2 de maio de 1968, tendo se aposentado em 14 de
marco de 1996. Durante a sua gestao houve a transformacao do Instituto Federal de Educacao, Ciencia e
Tecnologia do Rio Grande do Sul para a Escola Agrotecnica Federal de Sertao.
Foi Coordenador de Educacao de Sertao no ano de 1997, trazendo grandes avancos para esta area
no Municipio.
Por estas razoes, solicito apoio aos nobres Pares desse Parlamento para o acolhimento da presente
proposicao.

Sala das Sessoes

Deputado(a) Gilberto Capoani
__________________________________________________________________________________

DIARIO OFICIAL DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA

Porto Alegre, quinta-feira, 28 de fevereiro de 2019.

PRO 19

PROJETO DE LEI No 187/2017
Deputado(a) Gilberto Capoani
Denomina Rodovia Frederico Moizes Benvegnu o trecho
compreendido pelo acesso asfaltico da RS-135 ate o
Municipio de Sertao, na Rua Nicolau Mallmann.
Art. 1o - Denomina Rodovia Frederico Moizes Benvegnu o trecho compreendido pelo acesso
asfaltico da RS-135 ate o Municipio de Sertao, na Rua Nicolau Mallmann.
Art. 2o - Esta lei entra em vigor na data de sua publicacao

Sala das Sessoes
Deputado(a) Gilberto Capoani

JUSTIFICATIVA
Frederico Moizes Benvegnu nasceu no dia 8 de julho de 1.943, filho de Pedro Benvegnu e Judite
Zabot, no Municipio de Ciriaco, que ainda era uma localidade rural pertencente a Passo Fundo.
Sempre enfrentando dificuldades materiais, pois perdeu seu pai logo aos 8 meses de idade. Sua
mae, juntamente com seus 6 irmaos, foram embora para Sao Domingos, que pertencia ao Municipio de
Casca, para viver perto de seus demais parentes.
Na epoca o homem era a peca principal no sustento da familia, a mulher nao tinha direito adquirido,
o que tornou o sofrimento ainda maior. Uma irma casada com o irmao de seu viuvo, acolheu a familia, tanto
que os pequenos Benvegnu, os seus primos sempre foram considerados irmaos.
Iniciou sua educacao regular numa Escola rural que leva ate hoje o nome de seu avo Frederico
Benvegnu, onde com 12 anos concluiu o curso primario, no ano de 1955.
A infancia dificil fez com que os tios mandassem muitos de seus filhos estudarem em conventos e
seminarios, para alem de terem conhecimento, ter o que comer; o mesmo aconteceu com ele e seus irmaos.
Desta forma, Frederico foi estudar juntamente com um primo no seminario Nossa Senhora de
Fatima em Erechim, tornando-se um professor em suficiencia em Portugues.
Ser padre nao era a sua vocacao, por isso foi tentar a vida na cidade de Passo Fundo e conseguiu
lecionar nas Escolas Conceicao e Bom Conselho, existentes ainda nos dias de hoje. Nesta epoca a sua mae
trabalhava como costureira e cozinheira de um hospital, quando uma de suas irmas falece.
Em 1965, foi tentar uma nova vida na pequena cidade de Sertao, porem jamais sonhou que se
tornaria politico e um filho dessa terra. Lecionou no Ginasio Bandeirantes e ali conheceu outras pessoas que
fazem parte da historia desta cidade. Foi morar no hotel da Dona Dizola e fazia refeicoes na casa da Dona
Angelina Bernieri.

DIARIO OFICIAL DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA

Porto Alegre, quinta-feira, 28 de fevereiro de 2019.

PRO 20

Apos alguns anos dando aulas no Ginasio, conheceu uma de suas alunas, a qual tornou-se sua
esposa no dia 3 de fevereiro de 1968. Maria Luiza Schuster filha de um famoso agricultor e tambem
politico. Nos tempos de namoro saiam com o casal Lia e Dr. Ernani.
Fredi, como era chamado pelos mais intimos, era professor e naquela epoca, professor era elite,
porem ganhava pouco, o suficiente para as despesas mais imediatas.
Logo o Professor ganha popularidade e concorre a uma vaga para vereador nas eleicoes, mas nao
conseguiu ser eleito. Porem quatro anos mis tarde ele se candidata a Prefeito juntamente com seu vice Lirio
Maschio, pela ARENA e no dia 1o de janeiro de 1973 ele assume a Prefeitura do Municipio de Sertao.
Em 7 de janeiro de 1974 o casal teve sua unica filha, de nome Ticiana, que posteriormente lhe deu
um unico neto, hoje medico, Dr. Marco Antonio Nardi.
Frederico Moizes Benvegnu fez parte da administracao que sucede a sua, na administracao de
Gilberto Capoani, sendo secretario e cuidando da Junta militar do municipio. Seu trabalho voltado ao povo
fez com que fosse convidado para ser candidato a Deputado, mas nao aceitou.
Durante sua vida publica conheceu muitas pessoas importantes e adquiriu muitos conhecimentos.
Tornou-se Consul do Sport Club Internacional, foi contribuinte de varias entidades como CTG Osorio Porto
em Passo Fundo, CTG Rodeio de Cima da Serra, em Sertao, Lions Clube, Clube Comercial, entidades
esportivas, entre varias outras. Foi socio da Cervejaria Serramalte em Getulio Vargas e da Soja Sertanense.
Foi o Prefeito mais jovem a presidir a Associacao dos Municipios do Alto Uruguai. Durante sua
administracao em Sertao, construiu e reformou varias escolas, na sede e no interior do municipio, alem de
uma unidade sanitaria (posto de saude), inumeras pontes e o acesso asfaltico a RS 135. Mas teve muito
prazer em incentivar a Educacao, esporte e a criacao do Programa Sertao em Foco na radio Planalto de
Passo Fundo, o qual existe ate hoje.
Importante: Todos os documentos armazenados para fins de busca e exibição no Radar Oficial são documentos de conhecimento público e disponibilizados por fontes oficiais em seus sites originais.