Busca de Diários Oficiais


Diário RS - Legislativo

DIARIO OFICIAL DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA

Porto Alegre, sexta-feira, 8 de novembro de 2019.

PRO 118

Temos de proteger todo o nosso agronegocio, sob pena de comprometermos as demais cadeias
produtivas, porque, se nao partir la do campo, nao teremos como abastecer as geracoes seguintes, a
secundaria e a terciaria.
Meus parabens, em especial a Federarroz pelos seus 30 anos de muita briga, de muita luta, muitas
vezes tendo como maior socio o governo, que somente fez e ainda faz muito para atrapalhar os negocios,
com politicas avessas no campo ambiental, no excesso de tributos e por ai afora.
O segmento do arroz, assim como todo o agronegocio, e digno de estatuas de seus herois, que
carregam nos ombros este Pais ha muitos anos. Se nao fosse a pujanca do agronegocio neste Pais,
estariamos vivendo um estado primario, possivelmente equiparado a muitos paises da Africa.
Parabens a todos os que se dedicam ao agronegocio, de um modo muito especial ao pessoal
dedicado a Federarroz.
Muito obrigado.

A Sra. Any Ortiz (CIDADANIA)  V. Exa. permitem um aparte? (assentimento da oradora)
Saudo o presidente dos trabalhos, deputado Ernani Polo; os proponentes deste grande expediente,
deputados Frederico Antunes e Silvana Covatti, que compartilham este momento que aborda temas que tem
uma relacao extremamente importante; a todos os componentes da mesa, na pessoa do Alexandre Velho.
O setor orizicola e extremamente importante nao so para a economia do Rio Grande do Sul, mas de
todo o Brasil. Somos o maior produtor de arroz deste Pais. O setor arrozeiro emprega mais de 55 mil
pessoas e, muitas vezes, nao e tratado pelos governos da forma como deveria, fazendo com que o produtor
rural frequentemente tenha que repensar a sua atividade e a possibilidade de ingressar em outra cultura.
Sou de Palmares do Sul, uma cidade que vive do arroz, que tem no arroz o seu produto originario.
Inclusive o arroz plantado em Palmares e naquela regiao tem denominacao de origem e, mesmo assim, o
Municipio nao consegue se desenvolver em cima da cultura do arroz.
Nos andamos pelo Estado inteiro, assim como a deputada Silvana Covatti, que percorre milhares e
milhares de quilometros por mes e que sabe a diferenca das regioes do nosso Estado, com o cultivo de
produtos diversos no nosso setor agricola.
Quero dizer que, a partir hoje, oficialmente, passamos a nos denominar Cidadania, e nao mais PPS.
Sou muito parceira da Federarroz e de todo o setor orizicola. Precisamos, sim, de um olhar mais
atento do governo do Estado, sabendo que esse e um produto essencial e fundamental. O arroz esta na mesa
de todos os brasileiros, todos os dias, e temos que valorizar quem planta e quem, a muito custo, sobrevive
hoje do seu cultivo.
Quero parabenizar a deputada Silvana Covatti, na pessoa de quem parabenizo o nosso secretario, o
Covatinho, pelos resultados extraordinarios da nossa Expointer. Com certeza isso melhora o nosso animo,
sabendo que o agronegocio vai bem, algo que acaba puxando todo o resto da nossa economia, uma
economia que so nao esta pior porque temos um agronegocio forte.


Importante: Todos os documentos armazenados para fins de busca e exibição no Radar Oficial são documentos de conhecimento público e disponibilizados por fontes oficiais em seus sites originais.