Busca de Diários Oficiais


Diário PR - Com. Ind. e Serviços

possui Contas a Receber de Clientes (nota explicativa 6), nessa classificacao. d) Passivos Financeiros A Companhia nao mantem nem emite derivativos para fins especulativos, tampouco possui passivos detidos para negociacao, nem designou quaisquer passivos financeiros. e) Outros Passivos Financeiros Os outros passivos financeiros sao
mensurados pelo valor de custo amortizado utilizando o metodo de juros efetivos. Em 31
de dezembro de 2018, no caso da Companhia, compreendem saldos a pagar a fornecedores (nota explicativa 13) e instituicoes financeiras (nota explicativa 14). 2.3.2 Reconhecimento e Mensuracao As compras e as vendas regulares de ativos financeiros sao
reconhecidas na data de negociacao - data na qual a Companhia se compromete a
comprar ou vender o ativo. Os ativos financeiros sao, inicialmente, reconhecidos pelo
custo historico, e os custos da transacao sao debitados a demonstracao do resultado. Os
ativos financeiros sao baixados quando os direitos de receber fluxos de caixa dos investimentos tenham vencido ou tenham sido transferidos; neste ultimo caso, desde que a
Companhia tenha transferido, significativamente, todos os riscos e os beneficios da propriedade. Os ativos financeiros disponiveis para venda e os ativos financeiros sao, subsequentemente, contabilizados pelo custo historico. Os emprestimos e recebiveis sao
contabilizados pelo custo amortizado, usando o metodo da taxa efetiva de juros. Os ganhos ou as perdas decorrentes de variacoes no valor de ativos financeiros sao apresentados na demonstracao do resultado em Outros Ganhos/(Perdas) Liquidos no periodo
em que ocorrem. 2.3.3 Compensacao de Instrumentos Financeiros Ativos e passivos financeiros sao compensados e o valor liquido e apresentado no balanco patrimonial

quando ha um direito legalmente aplicavel de compensar os valores reconhecidos e ha
a intencao de liquida-los em uma base liquida ou realizar o ativo e liquidar o passivo simultaneamente. 2.4 Contas a Receber de Clientes e Creditos de Liquidacao Duvidosa
As contas a receber de clientes referem-se aos valores a receber relativos as vendas
realizadas no decurso normal das atividades desenvolvidas pela Companhia, deduzidas
das eventuais provisoes para perdas. Estao registrados no balanco pelo valor nominal
dos titulos representativos desses creditos e acrescidos das variacoes monetarias ou
cambiais, quando contratadas. Se o prazo de recebimento e equivalente a um ano ou
menos (ou outro que atenda o ciclo normal da Companhia), as contas a receber sao
classificadas no ativo circulante. Caso contrario, estao apresentadas no ativo nao circulante. As contas a receber de clientes sao, inicialmente, mensuradas pelo custo amortizado com o uso do metodo da taxa efetiva de juros, conforme os valores demonstrados
na nota explicativa 6. 2.5 Estoques Os estoques estao registrados pelo custo medio
historico, ajustados ao valor realizavel liquido, quando este for menor que o custo. O
valor liquido de realizacao e o preco de venda estimado, no curso normal dos negocios,
deduzidos os custos historicos e conversao bem como custos para colocar os estoques
em sua localizacao e condicao atual. Os detalhes estao divulgados na nota explicativa
9. 2.6 Investimentos As propriedades para investimento sao representadas por terrenos e edificios e estao avaliadas pelo valor justo dos imoveis. Os investimentos estao
demonstrados na nota explicativa 11. 2.7 Imobilizado O imobilizado e mensurado pelo
seu custo historico, menos depreciacao acumulada. O custo historico inclui os gastos
diretamente atribuiveis a aquisicao dos itens. O custo historico tambem inclui os custos
de financiamento relacionados com a aquisicao de ativos qualificadores. Os custos subsequentes sao incluidos no valor contabil do ativo ou reconhecidos como um ativo separado, conforme apropriado, somente quando for provavel que fluam beneficios economicos futuros associados ao item e que o custo do item possa ser mensurado com seguranca. O valor contabil de itens ou pecas substituidas e baixado. Todos os outros reparos
e manutencoes sao lancados em contrapartida ao resultado do exercicio, quando incorridos. Os direitos que tenham por objeto bens corporeos destinados a manutencao das
atividades da Companhia, originados de operacoes de arrendamento mercantil do tipo
financeiro, sao registrados como se fosse uma compra financiada, reconhecendo no
inicio de cada operacao um ativo imobilizado e um passivo de financiamento, sendo os
ativos tambem submetidos as depreciacoes calculadas de acordo com as vidas uteis
estimadas dos respectivos bens. A depreciacao dos demais ativos e calculada pelo metodo linear, conforme as taxas descritas na nota explicativa 12. Os ganhos e as perdas
de alienacoes sao apurados comparando-se o valor da venda com o valor residual contabil e sao reconhecidos em Outros Ganhos/(Perdas) Liquidos, na demonstracao do
resultado. 2.8 Contas a Pagar aos Fornecedores As contas a pagar aos fornecedores
sao obrigacoes a pagar por bens ou servicos que foram adquiridos de fornecedores no
curso normal dos negocios, sendo classificadas como passivos circulantes se o pagamento for devido no periodo de ate um ano (ou no ciclo operacional normal dos negocios, ainda que mais longo). Caso contrario, as contas a pagar sao apresentadas como
passivo nao circulante. Sao, inicialmente, reconhecidas pelo valor nominal e, subsequentemente, acrescido, quando aplicavel, dos correspondentes encargos e das variacoes monetarias incorridas ate as datas dos balancos, conforme nota explicativa 13.
2.9 Emprestimos e Financiamentos (Instituicoes Financeiras) Sao reconhecidos, inicialmente, pelo valor justo, no momento do recebimento dos recursos, liquidos dos custos
de transacao nos casos aplicaveis. Em seguida, passam a ser mensurados pelo custo
amortizado, isto e, acrescidos de encargos, juros e variacoes monetaria. Qualquer diferenca entre os valores captados (liquidos dos custos da transacao) e o valor de liquidacao e reconhecida na demonstracao do resultado durante o periodo em que os emprestimos estejam em aberto, utilizando o metodo da taxa efetiva de juros. As taxas pagas no
estabelecimento do emprestimo sao reconhecidas como custos da transacao do emprestimo, uma vez que seja provavel que uma parte ou todo o emprestimo seja sacado.
Nesse caso, a taxa e diferida ate que o saque ocorra. Quando nao houver evidencias da
probabilidade de saque de parte ou da totalidade do emprestimo, a taxa e capitalizada
como um pagamento antecipado de servicos de liquidez e amortizada durante o periodo
do emprestimo ao qual se relaciona. Os emprestimos sao classificados como passivo
circulante, a menos que a Companhia tenha um direito incondicional de diferir a liquidacao do passivo por, pelo menos, 12 meses apos a data do balanco, conforme nota explicativa 14. 2.10 Partes Relacionadas Consistem na transferencia de recursos, servicos
ou obrigacoes entre as partes relacionadas. A Companhia possui operacoes financeiras
e comerciais junto a partes relacionadas, nas quais sao observadas as condicoes equanimes de mercado, conforme descrito na nota explicativa 20. 2.11 Demais Ativos e
Passivos Os demais ativos e passivos circulantes sao demonstrados aos valores conhecidos ou calculaveis, quando aplicavel, atualizacao em base pro-rata die. 2.12 Imposto
de Renda e Contribuicao Social Corrente e Diferido As despesas de imposto de renda e
contribuicao social do periodo compreendem os impostos correntes e diferidos. Os impostos sobre a renda sao reconhecidos na demonstracao do resultado, exceto na proporcao em que estiverem relacionados com itens reconhecidos diretamente no patrimonio liquido ou no resultado abrangente. Nesse caso, o imposto tambem e reconhecido no
patrimonio liquido ou no resultado abrangente. A despesa de imposto de renda e contri
11.778
68
(6.209)
Importante: Todos os documentos armazenados para fins de busca e exibição no Radar Oficial são documentos de conhecimento público e disponibilizados por fontes oficiais em seus sites originais.