Busca de Diários Oficiais


Diário PR - Com. Ind. e Serviços

324,5 milhoes do ano anterior.
Os gestores da Companhia estao atentos aos custos envolvidos na operacao, sempre buscando as melhores oportunidades para obter o melhor resultado, sendo que os custos e
despesas operacionais liquidas no ano de 2018 totalizaram R$ 354,6 milhoes, contra R$
329,3 milhoes no exercicio de 2017. O aumento dos custos e despesas da Companhia esta
diretamente ligado ao aumento do volume seja com aumento de mao de obra ou na utilizacao dos equipamentos.
Em 2018 tivemos variacoes positivas e negativas do IGP-M Indice Geral de Precos de Mercado o qual e utilizado no calculo de atualizacao do contrato de concessao da Companhia,
com isso, no decorrer do exercicio foram geradas receitas nas variacoes mensais do contrato de concessao de R$ 29,2 milhoes e despesas de (R$ 160,1 milhoes). O IGP-M acumulado em 2018 fechou positivo em (7,34%).
Demonstracao das mutacoes do patrimonio liquido
Nota

Saldos em 31/12/2016
Lucro do exercicio
Dividendo minimo proposto
Lucros retidos a distribuir
Saldos em 31/12/2017
Lucro do exercicio
Dividendos minimos propostos
Reversao de dividendos
Aumento de capital
Constituicao da reserva legal
Lucros retidos a distribuir
Saldos em 31/12/2018

19
19
19
19
19
19
19

Demonstracao dos resultados
Controladora
Consolidado
Nota 31/12/18 31/12/17 31/12/18 31/12/17
Receita operacional liquida
21
- 666.937 564.956
- (295.983) (272.604)
Custo dos servicos prestados
22
- 370.954 292.352
Lucro bruto
Receitas (despesas) operacionais
Despesas com vendas
22
(1.261)
(965)
Despesas gerais e administrativas
22 (8.991)
(44) (57.330) (55.724)
Equivalencia patrimonial
11
64.055
80.741
10.985
(732)
Outras, liquidas
24
55.064
80.697 (47.606) (57.421)
Total das despesas operacionais, liquidas
2.379
12 (235.850) (114.854)
Resultado financeiro
23
Lucro antes dos impostos
57.443
80.709
87.498 120.077
IR e CS corrente
7
- (27.842) (33.770)
(2.213)
(5.598)
IR e CS diferido
7
57.443
80.709
57.443
80.709
Lucro liquido do exercicio
6,79
9,94
Lucro liquido por acao - R$
Demonstracao dos resultados abrangentes
Lucro liquido do exercicio
Outros resultados abrangentes
Resultado abrangente

Controladora
31/12/18 31/12/17
57.443
80.709
57.443
80.709

Consolidado
31/12/18 31/12/17
57.443
80.709
57.443
80.709

adotadas no Brasil (BR GAAP). As praticas contabeis adotadas no Brasil compreendem
aquelas incluidas na legislacao societaria brasileira, os Pronunciamentos, as Orientacoes e as Interpretacoes emitidas pelo Comite de Pronunciamentos Contabeis (CPC).
2.2 Consolidacao: As demonstracoes financeiras consolidadas sao compostas pelas
demonstracoes financeiras da controladora TCP Participacoes S.A. e de suas controladas Terminal de Containers de Paranagua S.A. e TCP Log S.A. As demonstracoes das
controladas sao elaboradas com base nos saldos do exercicio de 2018 e do exercicio
findo em 31/12/2017, portanto, nao existe qualquer defasagem em relacao ao exercicio
de apresentacao da controladora. Na divulgacao apresentada foram utilizadas politicas
contabeis consistentes e eliminados todos os saldos, receitas, despesas, ganhos e perdas nao realizados, oriundos de transacoes entre as empresas consolidadas. As demonstracoes financeiras consolidadas da Cia. incluem:
% Participacao
Nome
Principal atividade Pais - sede
2018 2017
TCP - Terminal de Conteineres
de Paranagua S.A.
Operacao Portuaria
Brasil
100% 100%
TCP Log S.A
Servicos Logisticos
Brasil
100% 100%
2.3 Base para elaboracao: As demonstracoes financeiras foram elaboradas com base no
custo historico, exceto por determinados instrumentos financeiros mensurados pelos seus
valores justos, conforme descrito nas praticas contabeis. O custo historico geralmente e
baseado no valor justo das contraprestacoes pagas em troca de ativos. 2.4 Moeda funcional e conversao de moeda estrangeira: As Demonstracoes financeiras sao apresentadas
em Reais (R$), que e a moeda funcional da Cia. Transacoes e saldos: As transacoes em
moeda estrangeira sao inicialmente registradas a taxa de cambio da moeda funcional em
vigor na data da transacao. Os ativos e passivos monetarios denominados em moeda estrangeira sao reconvertidos a taxa de cambio da moeda funcional em vigor na data do balanco, sendo todas as diferencas sao registradas na demonstracao do resultado. 2.5 Reconhecimento de receita de contrato: O CPC 47, equivalente a norma internacional IFRS
15, substitui o CPC 17 (R1) - Contratos de Construcao (equivalente a norma internacional
IAS 11), CPC 30 - Receitas (equivalente a norma internacional IAS 18) e interpretacoes relacionadas e se aplica, com excecoes limitadas, a todas as receitas decorrentes de contrato
com cliente. O CPC 47 estabelece um modelo de cinco etapas para contabilizar a receita
proveniente de contrato com cliente e exige que a receita seja reconhecida em um valor que
reflita a contraprestacao que a entidade espera receber em troca da transferencia de bens
ou servicos para um cliente. O CPC 47 exige que as entidades exercam julgamento, levando
em consideracao todos os fatos e circunstancias relevantes ao aplicar cada etapa do modelo a contratos com seus clientes. A norma tambem especifica a contabilizacao dos custos
incrementais de obtencao de um contrato e os custos diretamente relacionados ao cumprimento de um contrato. Alem disso, a norma exige divulgacoes mais detalhadas. De acordo
com o CPC 47, a receita e reconhecida por um valor que reflete a contrapartida a que uma
entidade espera ter direito em troca de transferencia de bens ou servicos para um cliente. A
nova norma para receita substituiu todos os requisitos atuais de reconhecimento de receita
de acordo com as praticas contabeis adotadas no Brasil. As controladas realizaram uma
avaliacao dos efeitos desse pronunciamento, tendo por base a natureza de seu negocio e a
natureza dos seus contratos com clientes. Dessa forma, no que diz respeito aos efeitos do
CPC 47 - Receita de contratos com clientes, a Cia. tem identificado sua carteira de clientes
ativos, bem como as demandas e exigencias a serem cumpridas em cada contrato. As
controladas adotaram a nova norma a partir de janeiro de 2018 com base no metodo retrospectivo completo, contudo, sem impactos relevantes sobre a pratica contabil adotada anteriormente. (a) Prestacao de servicos: A controlada Terminal de Conteineres de Paranagua
S.A. esta envolvida na exploracao, sob o regime de concessao, de instalacoes portuarias
destinadas a movimentacao e armazenamento de conteineres, podendo desenvolver atividades logisticas complementares e necessarias aos clientes do terminal. Adicionalmente,
seu plano de negocios demonstra que os resultados futuros de suas operacoes serao compativeis com as obrigacoes do contrato de concessao. De acordo com o CPC 47/IFRS 15, o
total da contraprestacao desses contratos de servico devera ser atribuido aos servicos com
base em seus precos de vendas individuais. Os precos de venda individuais sao determinados com base na tabela de precos que a controlada utiliza para as transacoes de venda de
cada servico separadamente. Com base na avaliacao da controlada, o valor justo e os precos de venda de servico individuais sao amplamente similares. Portanto, a Cia. nao identifi
O resultado liquido positivo em 2018 foi de R$ 57,4 milhoes, contra R$ 80,7 milhoes no ano
de 2017, sendo que o resultado financeiro liquido no exercicio foi de R$ 235,8 milhoes,
contra R$ 114,8 milhoes no exercicio de 2017.
Os investimentos do exercicio somaram R$ 353,0 milhoes, contra R$ 183,0 milhoes no
exercicio de 2017, sendo o maior investimento feito pela Companhia a mobilizacao para a
obra de expansao do cais e retroarea atraves de aquisicao de materiais e servicos.
A divida bruta totalizou em 2018 R$ 1.090,6 milhoes, contra R$ 1.152,5 milhoes em 2017. A
posicao de caixa da Companhia no exercicio foi a R$ 304,6 milhoes contra R$ 410,7 milhoes, no exercicio de 2017.
Ainda sobre o aspecto operacional o MPH (Movimento por Hora Navio) medio foi de 87 em
Importante: Todos os documentos armazenados para fins de busca e exibição no Radar Oficial são documentos de conhecimento público e disponibilizados por fontes oficiais em seus sites originais.