Busca de Diários Oficiais


Diário RS - Legislativo

DIARIO OFICIAL DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA

Porto Alegre, terca-feira, 12 de novembro de 2019.

PRO 87

E como diz Einstein, nos momentos dificeis se forjam os grandes homens. Os homens bemintencionados se forjam nos momentos de grande crise. E assim e o atual presidente da Creral, Alderi do
Prado. Foi a partir da sua presenca na cooperativa que o quadro de associados tomou um novo rumo nessa
caminhada. Construiram-se a Usina de Abauna, no Municipio de Floriano Peixoto, em 2000; a pequena
Central Hidreletrica Cascata das Andorinhas, em Nonoai, em 2003; tambem em Nonoai, em 2013, a pequena
Central Hidreletrica Rio dos Indios; e a Central Hidreletrica Santa Carolina, em 2016, em Andre da Rocha.
Depois, em 2018, em Sao Sepe, foi construida a primeira usina de biomassa, a Termoeletrica de
Sao Sepe, que gera energia utilizando casca de arroz. Atualmente, esta sendo construida a pequena Central
Hidreletrica Forquilha IV, em Maximiliano de Almeida e Machadinho.
As redes eletricas ficaram com a Creral. A partir dai, em 2010, tornou-se permissionaria do servico
publico, com contrato assinado com a Agencia Nacional de Energia Eletrica por um periodo de 30 anos, que
pode ser prolongado.
Tambem queremos ressaltar que o empreendedorismo da Creral, conhecido hoje aqui na
Assembleia Legislativa, foi tao importante que e reconhecido com premios internacionais. Nada vem de
graca. Esse reconhecimento internacional e fruto do trabalho, da organizacao do nosso presidente Alderi, da
sua diretoria e do seu quadro de associados.
Senhoras e senhores presentes neste momento historico importante, esta Casa revelou grandes
homens da politica brasileira, como Getulio Vargas, Leonel Brizola e Flores de Cunha, assim como tantos
outros homens que engrandeceram a historia do Brasil e que passaram pelo Parlamento gaucho. Que as suas
boas energias nos acompanhem neste momento em que apresentamos uma proposta de alteracao na lei no
11.996, de 30 de outubro de 2003, que define a politica estadual de apoio ao cooperativismo.
A partir desta alteracao, esperamos um novo cooperativismo, um cooperativismo que leve a
Internet a mais de 80 mil familias deste Estado, e esperamos tambem que haja aporte de recursos.
Este e um momento historico, senhoras e senhores. Nao tenham duvida, os senhores que
percorreram longos quilometros para estar aqui, que estamos vivendo dois grandes momentos.
O primeiro momento e o de uma homenagem justa a Creral. Nos, que torcemos com muita vontade,
estamos alterando a lei das cooperativas, porque queremos que seja uma indutora para as 80 mil familias
gauchas que ainda sonham  como sonhavam em 1970, com a energia eletrica  em ter Internet na sua casa.
E esta lei, senhoras e senhores, voces que vieram de longe para prestigiar esta sessao, permite que o
Estado do Rio Grande do Sul, por meio do cooperativismo, possa levar a Internet a essas mais de 80 mil
familias.
Nos queremos, Dr. Marcao, Beto  mentores intelectuais da nossa bancada e propositores desta lei
, desafiar os lideres que aqui estao para que possamos juntar as cooperativas num grande consorcio de
cooperativas de energia eletrica do Estado. E que esse grande consorcio de cooperativas, que estao
ensinando os gauchos e gauchas a fazerem energia, possam, logo a frente, com o aporte tecnico do nosso
gabinete e da nossa bancada, comprar a CEEE Distribuidora ou a CEEE Geradora.
O objetivo  senhoras e senhoras, homens e mulheres que vieram de longe para esta sessao  e que
este consorcio de cooperativas, proposto por meio de um projeto de lei de nossa autoria, possa, todos os
meses, quando advier o lucro da distribuicao da energia eletrica, reinvestir nas familias do nosso proprio
Estado.


Importante: Todos os documentos armazenados para fins de busca e exibição no Radar Oficial são documentos de conhecimento público e disponibilizados por fontes oficiais em seus sites originais.