Busca de Diários Oficiais


Diário RJ - Just.Est. - II - Judicial - 2ª Instância

responsabilidade subjetiva do nosocomio, diante da necessidade de ser aferida a atuacao da equipe medica em relacao em relacao ao procedimento realizado na autora (aplicacao de jato d'agua morna). 6. Do cotejo probatorio dos autos, verifica-se que o autor teve o timpano perfurado apos realizacao de procedimento para retirada de cerumen no ouvido esquerdo efetivado por preposto da clinica re.7. Laudo pericial que nao afasta a rotura do timpano do procedimento ocorrido e afirma, ainda, que o procedimento pode ter complicacoes, como a perfuracao do timpano, esta vinculada a pressao excessiva no embolo da seringa (aplicacao de forma inadequada).8. Extrai-se do laudo pericial a ma conduta medica, nao obrando o profissional medico com a pericia necessaria para realizacao do procedimento, que ocasionou, ainda, disacumasia mista de grau leve a moderado no ouvido esquerdo.9. Falha no tratamento medico ministrado pela equipe medica.10. Existencia de nexo de causalidade entre a conduta da re e o dano alegado, assim como configurada a culpa da equipe medica.11. Dano moral configurado e fixado em consonancia aos principios da razoabilidade e proporcionalidade. Juros de mora a partir da citacao e correcao monetaria deste julgado.12. Dano material

Importante: Todos os documentos armazenados para fins de busca e exibição no Radar Oficial são documentos de conhecimento público e disponibilizados por fontes oficiais em seus sites originais.