Busca de Diários Oficiais


Diário RS - Legislativo

DIARIO OFICIAL DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA

PTB
PDT
PDT
PDT
PSDB
PSDB
PSDB
PSDB
PSL
PSL
PSB
PSB
REPUBLICANOS
REPUBLICANOS
NOVO
NOVO
PL
PL
DEM
DEM
DEM
PSOL
PSD
CIDADANIA
PODE
SOLIDARIEDADE

Porto Alegre, quarta-feira, 13 de novembro de 2019.

Elizandro Sabino
Eduardo Loureiro
Gerson Burmann
Luiz Marenco
Luiz Henrique Viana
Mateus Wesp
Pedro Pereira
Zila Breitenbach
Capitao Macedo
Tenente Coronel Zucco
Dalciso Oliveira
Franciane Bayer
Fran Somensi
Sergio Peres
Fabio Ostermann
Giuseppe Riesgo
Airton Lima
Paparico Bacchi
Dr. Thiago Duarte
Eric Lins
Rodrigo Lorenzoni
Luciana Genro
Gaucho da Geral
Any Ortiz
Rodrigo Maroni
Neri o Carteiro

PRO 39

Sim
Sim
Sim
Sim
Sim
Sim
Sim
Sim
Sim
Sim
Sim
Sim
Sim
Sim
Sim
Sim
Sim
Sim
Sim
Sim
Sim
Sim
Sim
Sim
Sim
Sim

O SR. PRESIDENTE (Vilmar Zanchin  MDB)  Com 49 votos favoraveis e nenhum voto contrario, esta
aprovado o projeto de lei no 266/2019.
Projeto de resolucao no 11/2018, do deputado Jeferson Fernandes: Dispoe sobre o reconhecimento pela
atuacao em defesa dos direitos humanos e cria o Premio de Direitos Humanos Antonio Losada, no ambito do
Estado do Rio Grande do Sul. Parecer: favoravel, da Comissao de Constituicao e Justica. Relatora: deputada Juliana
Brizola, pela referida comissao. A materia entra na ordem do dia de acordo com o art. 63 da Constituicao Estadual.
Em discussao. (pausa) Nao havendo manifestacao de nenhum dos deputados, encerro a discussao.
Em encaminhamento de votacao. (pausa) Por solicitacao do deputado Mateus Wesp, concedo a palavra a S.
Exa. para encaminhar a votacao da materia.

O SR. MATEUS WESP (PSDB)  Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados:
Para encaminhamento de voto, creio que e um retrocesso vincularmos uma premiacao do Parlamento gaucho,
uma Casa que abrange as mais diferentes correntes politico-partidarias, a uma concepcao politica que e, sim, estrita,
sectaria  embora legitima, pois foi votada tambem , que busca vincular uma instituicao que abrange todas as
concepcoes ideologicas a apenas uma concepcao politica, e isso nos nao podemos aceitar, pois e um retrocesso.
A propria compreensao dos movimentos perpassados nas decadas de 60 e 70 possui diversas concepcoes. Eu,
que sou um opositor a qualquer regime autoritario, seja de direita, seja de esquerda, nao posso concordar com a
instrumentalizacao do Parlamento gaucho para que, fazendo uso dessa instituicao, saudemos regimes totalitarios de
vies comunista. Nao!
Temos de nos opor ao regime autoritario, seja qual for, inclusive ao regime militar. Sim, concordo com isso,
mas nao podemos, a preceito de fazer isso, legitimar outra corrente ideologica de vies totalitario. Sei que o projeto tem


Importante: Todos os documentos armazenados para fins de busca e exibição no Radar Oficial são documentos de conhecimento público e disponibilizados por fontes oficiais em seus sites originais.