Busca de Diários Oficiais


Diário PR - Com. Ind. e Serviços

Companhia e suas controladas classificam seus ativos financeiros de acordo com
modelo de negocio para gestao dos seus ativos financeiros, conforme alteracoes
introduzidas pelo CPC 48/IFRS 9, sendo mensurados ao custo amortizado,
representados por ativos e passivos financeiros cujo modelo de negocio da
Companhia e manter os ativos financeiros com o fim de receber fluxos de caixa
contratuais e que, constituam exclusivamente, pagamentos de principal e juros
sobre o valor do principal em aberto. Os ativos financeiros ao custo amortizado sao
subsequentemente mensurados usando o metodo de juros efetivos e estao sujeitos
a reducao ao valor recuperavel. Ganhos e perdas sao reconhecidos no resultado
quando o ativo e baixado, modificado ou apresenta reducao ao valor recuperavel.
Nesta categoria a Companhia classifica, principalmente, Contas a receber de
clientes e demais contas a receber e Caixa e equivalentes de caixa, alem de
fornecedores e outras contas a pagar. d) Contas a receber de clientes - Estao
apresentadas a valores de realizacao, sendo que as contas a receber de clientes no
mercado externo estao atualizadas com base nas taxas de cambio, vigentes na data
das demonstracoes financeiras. Os valores de contas a receber com vencimento
posterior a um ano sao descontados a valor presente. As contas a receber de clientes
sao reconhecidas pelo valor nominal e deduzidas da provisao para perda esperada,
a qual e constituida utilizando o historico de perdas por faixa de vencimento, sendo
considerada suficiente pela Companhia para cobrir eventuais perdas. e) Estoques
- Os estoques sao mensurados pelo menor valor entre o custo e o valor realizavel
liquido. O custo dos estoques e baseado no principio do custo medio ponderado e
inclui gastos incorridos na aquisicao de materia-prima, custo de producao e
transformacao e outros custos incorridos para traze-los as suas localizacoes e
condicoes existentes. No caso dos estoques manufaturados e produtos em
elaboracao, o custo inclui uma parcela dos custos gerais de fabricacao baseado na
capacidade operacional normal. f) Provisao para reducao ao valor recuperavel
de ativos nao financeiros - A Administracao revisa anualmente o valor contabil
liquido dos ativos com o objetivo de avaliar eventos ou mudancas economicas,
operacionais e tecnologicas que possam indicar deterioracao ou perda de seu valor
recuperavel. Quando tais evidencias sao identificadas e o valor contabil liquido
excede o valor recuperavel, e constituida provisao para desvalorizacao, ajustando o
valor contabil liquido ao valor recuperavel. Para o agio pago por expectativa de
rentabilidade futura, o teste para perda por reducao ao valor recuperavel de agio e
feito anualmente ou quando as circunstancias indicarem perda por desvalorizacao
do valor contabil. g) Arrendamentos - Os arrendamentos do imobilizado, nos
quais a Companhia e suas controladas detem, substancialmente, todos os riscos e
beneficios da propriedade, sao classificados como arrendamentos financeiros.
Estes sao capitalizados no inicio do arrendamento pelo menor valor entre o valor
justo do bem arrendado e o valor presente dos pagamentos minimos do
arrendamento. As obrigacoes correspondentes, liquidas dos encargos financeiros,
sao incluidas em emprestimos. O imobilizado adquirido por meio de arrendamentos
financeiros e depreciado durante a vida util do ativo. Os pagamentos efetuados para
arrendamentos operacionais (liquidos de quaisquer incentivos recebidos do
arrendador) sao reconhecidos na demonstracao do resultado pelo metodo linear,
durante o periodo do arrendamento. h) Ajuste a valor presente de ativos e
passivos - Os ativos e passivos monetarios de longo prazo sao atualizados
monetariamente e, portanto, estao ajustados pelo seu valor presente. O ajuste a
valor presente de ativos e passivos monetarios de curto prazo e calculado, e
somente registrado, se considerado relevante em relacao as demonstracoes
contabeis tomadas em conjunto. Com base nas analises efetuadas e na melhor
estimativa da administracao, a Companhia concluiu que o ajuste a valor presente de
ativos e passivos monetarios circulantes e irrelevante em relacao as demonstracoes
financeiras tomadas em conjunto e, dessa forma, nao registrou nenhum ajuste.
i) Receitas e despesas - A Companhia e suas controladas auferem receitas de
software e de hardware. As receitas sao apresentadas liquidas de impostos, das
devolucoes, abatimentos e dos descontos, quando aplicavel. As receitas sao
reconhecidas em valor que reflete a contraprestacao a qual a Companhia espera ter
direito em troca da transferencia de bens ou servicos a um cliente. As receitas de
software sao reconhecidas ao longo do tempo ou em determinado momento,
dependendo de quando os riscos e beneficios inerentes a licenca sao transferidos ao
comprador mediante a disponibilizacao do software e o valor pode ser mensurado
de forma confiavel, bem como seja provavel que os beneficios economicos serao
gerados em favor da Companhia. As receitas de hardware sao reconhecidas em
determinado momento quando existe evidencia confiavel de que: (i) os riscos e
beneficios inerentes ao produto foram transferidos para o comprador, (ii) os
beneficios economicos fluirao para a entidade, e (iii) os custos associados e a
possivel devolucao de mercadorias podem ser estimados de maneira confiavel.
Caso seja provavel a concessao de descontos e o valor possa ser mensurado de
maneira confiavel, o desconto e reconhecido como uma reducao da receita
conforme as vendas sao reconhecidas. Os custos de softwares sao compostos
principalmente por salarios do pessoal de consultoria e suporte e inclui custos de
aquisicao de banco de dados e o preco das licencas pagas a terceiros, no caso de
softwares revendidos. As despesas com pesquisa e desenvolvimento incorridas pela
area de desenvolvimento de software, relacionadas a novos produtos ou a inovacoes
tecnologicas dos softwares existentes, sao registradas como despesas do exercicio
em que incorrem e sao demonstradas separadamente dos custos de vendas, em
despesas operacionais. j) Tributacao - Impostos sobre vendas - As receitas de
vendas e servicos estao sujeitas aos seguintes impostos e contribuicoes, pelas
seguintes aliquotas basicas:  Programa de Integracao Social (PIS) 0,65% e 1,65%;
 Contribuicao para Financiamento da Seguridade Social (COFINS) 3,0% e 7,6%;
 Imposto sobre servicos (ISS) de 2% a 5%; e  Instituto Nacional de Seguridade
Social (INSS) de 4,5%.  Imposto sobre circulacao de mercadorias (ICMS) de 4%
a 12%. Esses encargos sao contabilizados como deducoes de vendas na
demonstracao do resultado. Imposto de renda e contribuicao social  correntes e
diferidos. A tributacao sobre o lucro compreende o Imposto de Renda e a
Contribuicao Social, aos quais esta computada a aliquota nominal de 34% sobre o
lucro tributavel reconhecido pelo regime de competencia. Os impostos sobre a
renda sao reconhecidos na demonstracao do resultado, exceto na proporcao em que
estiverem relacionados com itens reconhecidos diretamente no patrimonio liquido
ou no resultado abrangente. Nesse caso, o imposto tambem e reconhecido no
patrimonio liquido ou no resultado abrangente. Os tributos diferidos ativos sao
reconhecidos somente na proporcao da expectativa de que lucro tributavel futuro
esteja disponivel e contra o qual as diferencas temporarias possam ser usadas.
k) Subvencao governamental - A Bematech Hardware, empresa controlada da
Bematech S.A., usufrui do beneficio fiscal instituido pelo Decreto Estadual
no 1.922/2011 que permite a apropriacao de credito presumido de ICMS equivalente
a aliquota prevista na respectiva operacao de saida dos bens arrolados no mesmo
decreto. O referido beneficio aplica-se aos estabelecimentos industriais fabricantes
de produtos de informatica e automacao situados no Estado do Parana e que
atendam os dispositivos previstos na Lei da Informatica. Tal credito se da a titulo
Importante: Todos os documentos armazenados para fins de busca e exibição no Radar Oficial são documentos de conhecimento público e disponibilizados por fontes oficiais em seus sites originais.