Busca de Diários Oficiais


Diário FAMURS - Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul

Rio Grande do Sul , 27 de Novembro de 2019  Diario Oficial dos Municipios do Estado do Rio Grande do Sul 

92

93

94

95

96

97

98

99

100

101

102

103

104

105

106

107

108

109

110

111

112

113

114
115

ANO XI | No 2695

CATETER INTRAVENOSO PERIFERICO NUMERO 20G, COMPOSTO DE BIOMATERIAL COMPATIVEL COM PTFE, TEFON, VIALON OU OUTRO PRODUTO
ASSEMELHADO, OFERECENDO ADERENCIA COMPLETA AO VASO SANGUINEO, AGULHADO COM AGULHA/GUIA METALICA LUBRIFICADA PARA
DESLIZAMENTO SOB O CATETER PROMOVENDO FACILIDADE EM SUA RETIRADA GARANTINDO REMOCAO FACILITADA SEM PREJUIZO AO PROCESSO DA
PUNCAO VENOSA, ESTERIL, DESCARTAVEL, CODIFICADO POR CORES, COM CANHAO TRANSPARENTE PARA VISUALIZACAO DO REFLUXO SANGUINEO QUE
PERMITIRA SEGURANCA AO PROFISSIONAL,COMPRIMENTO 45MM APROXIMADAMENTE, QUE ATENDA AOS DISPOSITIVOS DE PROTECAO PREVISTOS NA NR
32, PORTARIA DO MTE 485/2005. COM NUMERO DE REGISTRO NA ANVISA. EMBALAGEM COM INFORMACOES DE ACORDO COM RDC 185/2001. UNIDADE
CATETER INTRAVENOSO PERIFERICO NUMERO 22G, COMPOSTO DE BIOMATERIAL COMPATIVEL COM PTFE, TEFON, VIALON OU OUTRO PRODUTO
ASSEMELHADO, OFERECENDO ADERENCIA COMPLETA AO VASO SANGUINEO, AGULHADO COM AGULHA/GUIA METALICA LUBRIFICADA PARA
DESLIZAMENTO SOB O CATETER PROMOVENDO FACILIDADE EM SUA RETIRADA GARANTINDO REMOCAO FACILITADA SEM PREJUIZO AO PROCESSO DA
PUNCAO VENOSA, ESTERIL, DESCARTAVEL, CODIFICADO POR CORES, COM CANHAO TRANSPARENTE PARA VISUALIZACAO DO REFLUXO SANGUINEO QUE
PERMITIRA SEGURANCA AO PROFISSIONAL,COMPRIMENTO 45MM APROXIMADAMENTE, QUE ATENDA AOS DISPOSITIVOS DE PROTECAO PREVISTOS NA NR
32, PORTARIA DO MTE 485/2005. COM NUMERO DE REGISTRO NA ANVISA. EMBALAGEM COM INFORMACOES DE ACORDO COM RDC 185/2001. UNIDADE
CATETER INTRAVENOSO PERIFERICO NUMERO 24G, COMPOSTO DE BIOMATERIAL COMPATIVEL COM PTFE, TEFON, VIALON OU OUTRO PRODUTO
ASSEMELHADO, OFERECENDO ADERENCIA COMPLETA AO VASO SANGUINEO, AGULHADO COM AGULHA/GUIA METALICA LUBRIFICADA PARA
DESLIZAMENTO SOB O CATETER PROMOVENDO FACILIDADE EM SUA RETIRADA GARANTINDO REMOCAO FACILITADA SEM PREJUIZO AO PROCESSO DA
PUNCAO VENOSA, ESTERIL, DESCARTAVEL, CODIFICADO POR CORES, COM CANHAO TRANSPARENTE PARA VISUALIZACAO DO REFLUXO SANGUINEO QUE
PERMITIRA SEGURANCA AO PROFISSIONAL,COMPRIMENTO 45MM APROXIMADAMENTE, QUE ATENDA AOS DISPOSITIVOS DE PROTECAO PREVISTOS NA NR
32, PORTARIA DO MTE 485/2005. COM NUMERO DE REGISTRO NA ANVISA. EMBALAGEM COM INFORMACOES DE ACORDO COM RDC 185/2001. UNIDADE
CATETER NASAL PARA OXIGENIO TIPO OCULOS, TAMANHO ADULTO, CONFECCIONADO EM PVC, FLEXIVEL, ATOXICO; ESTERILIZADO PELO PROCESSO DE
OXIDO DE ETILENO EM FORMA DE CILINDRO RETO E INTEIRICO, COM DISPOSITIVO CONECTOR DEVIDAMENTE ACABADO E FIXADO NA EXTREMIDADE
DISTAL. EMBALAGEM COM INFORMACOES DE ACORDO COM RDC 185/2001. COM NUMERO DE REGISTRO NA ANVISA. UNIDADE
CATETER NASAL PARA OXIGENIO TIPO OCULOS, TAMANHO INFANTIL, CONFECCIONADO EM PVC, FLEXIVEL, ATOXICO; ESTERILIZADO PELO PROCESSO DE
OXIDO DE ETILENO EM FORMA DE CILINDRO RETO E INTEIRICO, COM DISPOSITIVO CONECTOR DEVIDAMENTE ACABADO E FIXADO NA EXTREMIDADE
DISTAL. EMBALAGEM COM INFORMACOES DE ACORDO COM RDC 185/2001. COM NUMERO DE REGISTRO NA ANVISA. UNIDADE
CATETER PARA OXIGENIO N 04, PRODUTO CONFECCIONADO EM PVC, FLEXIVEL, ATOXICO, ESTERILIZADO PELO PROCESSO DE OXIDO DE ETILENO EM
FORMA DE CILINDRO RETO E INTEIRICO, COM EXTREMIDADE PROXIMAL ARRENDONDADA, FECHADA, ISENTA DE REBARBAS, DOTADA DE ORIFICIOS
DISTRIBUIDOS ALTERNADAMENTE E EQUIDISTANTES DE FORMA A NAO ULTRAPASSAR A REGIAO DE CONTATO COM A MUCOSA NASAL E COBRIR TODO O
DIAMETRO DO TUBO. TAIS ORIFICIOS DEVEM SER DIMENSIONADOS DE ACORDO COM O CALIBRE DE CADA CATETER, APRESENTANDO DIAMETROS
PERFEITAMENTE ACABADOS, DELIMITADOS E REGULARES EM TODA A SUPERFICIE. COM NUMERO DE REGISTRO NA ANVISA. EMBALAGEM COM
INFORMACOES DE ACORDO COM RDC 185/2001.  UNIDADE
CATETER PARA OXIGENIO N 08, PRODUTO CONFECCIONADO EM PVC, FLEXIVEL, ATOXICO, ESTERILIZADO PELO PROCESSO DE OXIDO DE ETILENO EM
FORMA DE CILINDRO RETO E INTEIRICO, COM EXTREMIDADE PROXIMAL ARRENDONDADA, FECHADA, ISENTA DE REBARBAS, DOTADA DE ORIFICIOS
DISTRIBUIDOS ALTERNADAMENTE E EQUIDISTANTES DE FORMA A NAO ULTRAPASSAR A REGIAO DE CONTATO COM A MUCOSA NASAL E COBRIR TODO O
DIAMETRO DO TUBO. TAIS ORIFICIOS DEVEM SER DIMENSIONADOS DE ACORDO COM O CALIBRE DE CADA CATETER, APRESENTANDO DIAMETROS
PERFEITAMENTE ACABADOS, DELIMITADOS E REGULARES EM TODA A SUPERFICIE. COM NUMERO DE REGISTRO NA ANVISA. EMBALAGEM COM
INFORMACOES DE ACORDO COM RDC 185/2001.  UNIDADE
CATETER PARA OXIGENIO N 10, PRODUTO CONFECCIONADO EM PVC, FLEXIVEL, ATOXICO, ESTERILIZADO PELO PROCESSO DE OXIDO DE ETILENO EM
FORMA DE CILINDRO RETO E INTEIRICO, COM EXTREMIDADE PROXIMAL ARRENDONDADA, FECHADA, ISENTA DE REBARBAS, DOTADA DE ORIFICIOS
DISTRIBUIDOS ALTERNADAMENTE E EQUIDISTANTES DE FORMA A NAO ULTRAPASSAR A REGIAO DE CONTATO COM A MUCOSA NASAL E COBRIR TODO O
DIAMETRO DO TUBO. TAIS ORIFICIOS DEVEM SER DIMENSIONADOS DE ACORDO COM O CALIBRE DE CADA CATETER, APRESENTANDO DIAMETROS
PERFEITAMENTE ACABADOS, DELIMITADOS E REGULARES EM TODA A SUPERFICIE. COM NUMERO DE REGISTRO NA ANVISA. EMBALAGEM COM
INFORMACOES DE ACORDO COM RDC 185/2001.UNIDADE
CATETER PARA OXIGENIO N 12, PRODUTO CONFECCIONADO EM PVC, FLEXIVEL, ATOXICO, ESTERILIZADO PELO PROCESSO DE OXIDO DE ETILENO EM
FORMA DE CILINDRO RETO E INTEIRICO, COM EXTREMIDADE PROXIMAL ARRENDONDADA, FECHADA, ISENTA DE REBARBAS, DOTADA DE ORIFICIOS
DISTRIBUIDOS ALTERNADAMENTE E EQUIDISTANTES DE FORMA A NAO ULTRAPASSAR A REGIAO DE CONTATO COM A MUCOSA NASAL E COBRIR TODO O
DIAMETRO DO TUBO. TAIS ORIFICIOS DEVEM SER DIMENSIONADOS DE ACORDO COM O CALIBRE DE CADA CATETER, APRESENTANDO DIAMETROS
PERFEITAMENTE ACABADOS, DELIMITADOS E REGULARES EM TODA A SUPERFICIE. COM NUMERO DE REGISTRO NA ANVISA. EMBALAGEM COM
INFORMACOES DE ACORDO COM RDC 185/2001. UNIDADE
CATETER PARA OXIGENIO N 16, PRODUTO CONFECCIONADO EM PVC, FLEXIVEL, ATOXICO, ESTERILIZADO PELO PROCESSO DE OXIDO DE ETILENO EM
FORMA DE CILINDRO RETO E INTEIRICO, COM EXTREMIDADE PROXIMAL ARRENDONDADA, FECHADA, ISENTA DE REBARBAS, DOTADA DE ORIFICIOS
DISTRIBUIDOS ALTERNADAMENTE E EQUIDISTANTES DE FORMA A NAO ULTRAPASSAR A REGIAO DE CONTATO COM A MUCOSA NASAL E COBRIR TODO O
DIAMETRO DO TUBO. TAIS ORIFICIOS DEVEM SER DIMENSIONADOS DE ACORDO COM O CALIBRE DE CADA CATETER, APRESENTANDO DIAMETROS
PERFEITAMENTE ACABADOS, DELIMITADOS E REGULARES EM TODA A SUPERFICIE. COM NUMERO DE REGISTRO NA ANVISA. EMBALAGEM COM
INFORMACOES DE ACORDO COM RDC 185/2001. UNIDADE
CATETER PARA OXIGENIO N 06, PRODUTO CONFECCIONADO EM PVC, FLEXIVEL, ATOXICO, ESTERILIZADO PELO PROCESSO DE OXIDO DE ETILENO EM
FORMA DE CILINDRO RETO E INTEIRICO, COM EXTREMIDADE PROXIMAL ARRENDONDADA, FECHADA, ISENTA DE REBARBAS, DOTADA DE ORIFICIOS
DISTRIBUIDOS ALTERNADAMENTE E EQUIDISTANTES DE FORMA A NAO ULTRAPASSAR A REGIAO DE CONTATO COM A MUCOSA NASAL E COBRIR TODO O
DIAMETRO DO TUBO. TAIS ORIFICIOS DEVEM SER DIMENSIONADOS DE ACORDO COM O CALIBRE DE CADA CATETER, APRESENTANDO DIAMETROS
PERFEITAMENTE ACABADOS, DELIMITADOS E REGULARES EM TODA A SUPERFICIE. COM NUMERO DE REGISTRO NA ANVISA. EMBALAGEM COM
INFORMACOES DE ACORDO COM RDC 185/2001. UNIDADE
CATETER URETRAL DE POLIURETANO COM REVESTIMENTO HIDROFILICO, LUBRIFICANTE A BASE DE POLIVINILPIRROLIDONA - PVP E CLORETO DE SODIO
EM TODA A EXTENSAO, ORIFICIOS BISELADOS, RESISTENTE A TORCOES, HIPOALERGENICO E ATOXICO, LUBRIFICADO E PRONTO PARA USO,
ACONDICIONADO EM EMBALAGEM ESTERIL, COM ANEL DE ABERTURA, CALIBRE 8 (ADULTO MASCULINO). COM NUMERO DE REGISTRO NA ANVISA.
EMBALAGEM COM INFORMACOES DE ACORDO COM RDC 185/2001. UNIDADE
CATETER URETRAL DE POLIURETANO COM REVESTIMENTO HIDROFILICO, LUBRIFICANTE A BASE DE POLIVINILPIRROLIDONA - PVP E CLORETO DE SODIO
EM TODA A EXTENSAO, ORIFICIOS BISELADOS, RESISTENTE A TORCOES, HIPOALERGENICO E ATOXICO, LUBRIFICADO E PRONTO PARA USO,
ACONDICIONADO EM EMBALAGEM ESTERIL, COM ANEL DE ABERTURA, CALIBRE 10 (ADULTO MASCULINO). COM NUMERO DE REGISTRO NA ANVISA.
EMBALAGEM COM INFORMACOES DE ACORDO COM RDC 185/2001. UNIDADE
CATETER URETRAL DE POLIURETANO COM REVESTIMENTO HIDROFILICO, LUBRIFICANTE A BASE DE POLIVINILPIRROLIDONA - PVP E CLORETO DE SODIO
EM TODA A EXTENSAO, ORIFICIOS BISELADOS, RESISTENTE A TORCOES, HIPOALERGENICO E ATOXICO, LUBRIFICADO E PRONTO PARA USO,
ACONDICIONADO EM EMBALAGEM ESTERIL, COM ANEL DE ABERTURA. CALIBRE 12 (ADULTO MASCULINO). COM NUMERO DE REGISTRO NA ANVISA.
EMBALAGEM COM INFORMACOES DE ACORDO COM RDC 185/2001. UNIDADE.
CATETER URETRAL DE POLIURETANO COM REVESTIMENTO HIDROFILICO, LUBRIFICANTE A BASE DE POLIVINILPIRROLIDONA - PVP E CLORETO DE SODIO
EM TODA A EXTENSAO, ORIFICIOS BISELADOS, RESISTENTE A TORCOES, HIPOALERGENICO E ATOXICO, LUBRIFICADO E PRONTO PARA USO,
ACONDICIONADO EM EMBALAGEM ESTERIL, COM ANEL DE ABERTURA. CALIBRE 14 (ADULTO MASCULINO). COM NUMERO DE REGISTRO NA ANVISA.
EMBALAGEM COM INFORMACOES DE ACORDO COM RDC 185/2001. UNIDADE
CATETER URETRAL DE POLIURETANO COM REVESTIMENTO HIDROFILICO, LUBRIFICANTE A BASE DE POLIVINILPIRROLIDONA - PVP E CLORETO DE SODIO
EM TODA A EXTENSAO, ORIFICIOS BISELADOS, RESISTENTE A TORCOES, HIPOALERGENICO E ATOXICO, LUBRIFICADO E PRONTO PARA USO,
ACONDICIONADO EM EMBALAGEM ESTERIL, COM ANEL DE ABERTURA. CALIBRE 12 (FEMININO). COM NUMERO DE REGISTRO NA ANVISA. EMBALAGEM
COM INFORMACOES DE ACORDO COM RDC 185/2001. UNIDADE.
COLAR CERVICAL TAMANHO G - CONFECCIONADO EM POLIETILENO, PROTECAO ACOLCHOADA NOS PONTOS DE APOIO, APOIO DO MENTO ARTICULAVEL,
ABERTURA FRONTAL PARA CRICOTIREOIDOSTOMIA, RADIOTRANSPARENTE, FECHAMENTO COM VELCRO. COM NUMERO DE REGISTRO NA ANVISA.
EMBALAGEM COM INFORMACOES DE ACORDO COM RDC 185/2001. UNIDADE
COLAR CERVICAL TAMANHO G CONFECCIONADO EM ESPUMA SEMI-RIGIDA, OU SIMILAR DE QUALIDADE SEMELHANTE OU SUPERIOR, RESISTENTE,
FORMATO ANATOMICO, COM ACABAMENTO REDONDO FECHAMENTO REGULAVEL COM VELCRO COM SUPORTE MENTONIANO E ABERTURA FRONTAL
PARA TRAQUEOSTOMIA. REUTILIZAVEL. COM NUMERO DE REGISTRO NA ANVISA. EMBALAGEM COM INFORMACOES DE ACORDO COM RDC 185/2001.
UNIDADE
COLAR CERVICAL TAMANHO M - CONFECCIONADO EM POLIETILENO, PROTECAO ACOLCHOADA NOS PONTOS DE APOIO, APOIO DO MENTO ARTICULAVEL,
ABERTURA FRONTAL PARA CRICOTIREOIDOSTOMIA, RADIOTRANSPARENTE, FECHAMENTO COM VELCRO. EMBALAGEM COM INFORMACOES DE ACORDO
COM RDC 185/2001. COM NUMERO DE REGISTRO NA ANVISA. UNIDADE
COLAR CERVICAL TAMANHO M CONFECCIONADO EM ESPUMA SEMI-RIGIDA, OU SIMILAR DE QUALIDADE SEMELHANTE OU SUPERIOR, RESISTENTE,
FORMATO ANATOMICO, COM ACABAMENTO REDONDO FECHAMENTO REGULAVEL COM VELCRO COM SUPORTE MENTONIANO E ABERTURA FRONTAL
PARA TRAQUEOSTOMIA. REUTILIZAVEL. COM NUMERO DE REGISTRO NA ANVISA. EMBALAGEM COM INFORMACOES DE ACORDO COM RDC 185/2001.
UNIDADE
COLAR CERVICAL TAMANHO P - CONFECCIONADO EM POLIETILENO, PROTECAO ACOLCHOADA NOS PONTOS DE APOIO, APOIO DO MENTO ARTICULAVEL,
ABERTURA FRONTAL PARA CRICOTIREOIDOSTOMIA, RADIOTRANSPARENTE, FECHAMENTO COM VELCRO. COM NUMERO DE REGISTRO NA ANVISA.
EMBALAGEM COM INFORMACOES DE ACORDO COM RDC 185/2001.  UNIDADE
COLAR CERVICAL TAMANHO P CONFECCIONADO EM ESPUMA SEMI-RIGIDA, OU SIMILAR DE QUALIDADE SEMELHANTE OU SUPERIOR, RESISTENTE,
FORMATO ANATOMICO, COM ACABAMENTO REDONDO FECHAMENTO REGULAVEL COM VELCRO COM SUPORTE MENTONIANO E ABERTURA FRONTAL
PARA TRAQUEOSTOMIA. REUTILIZAVEL. COM NUMERO DE REGISTRO NA ANVISA. EMBALAGEM COM INFORMACOES DE ACORDO COM RDC 185/2001.
UNIDADE
COLAR CERVICAL TAMANHO PP - CONFECCIONADO EM POLIETILENO, PROTECAO ACOLCHOADA NOS PONTOS DE APOIO, APOIO DO MENTO ARTICULAVEL,
ABERTURA FRONTAL PARA CRICOTIREOIDOSTOMIA, RADIOTRANSPARENTE, FECHAMENTO COM VELCRO. COM NUMERO DE REGISTRO NA ANVISA.
EMBALAGEM COM INFORMACOES DE ACORDO COM RDC 185/2001.  UNIDADE
COLAR CERVICAL TAMANHO PP CONFECCIONADO EM ESPUMA SEMI- RIGIDA, OU SIMILAR DE QUALIDADE SEMELHANTE OU SUPERIOR, RESISTENTE,

www.diariomunicipal.com.br/famurs

65.170

68.450

59.950

24.010

18.490

7.400

9.600

9.800

9.600

7.600

7.350

6.420

11.470

10.670

7.420

9.220

339

225

395

255

440

250

350
125

74


Importante: Todos os documentos armazenados para fins de busca e exibição no Radar Oficial são documentos de conhecimento público e disponibilizados por fontes oficiais em seus sites originais.