Busca de Diários Oficiais


Diário PR - Com. Ind. e Serviços

contabilizacao dos ativos decorrentes da decisao judicial transitada em julgado e importante destacar que, para que um determinado ativo seja passivel de contabilizacao faz-se necessario que (i) ele nao seja um ativo contingente (ou seja, que dependa de fatos
futuros e incertos para ser confirmado), conforme determina o Pronunciamento no 25, do
Comite de Pronunciamentos Contabeis; e (ii) ele seja mensuravel com confiabilidade,
conforme estipula o CPC 00 (R1), do mesmo Comite. Tendo em vista que a decisao judicial possui todos os requisitos para quantificacao do credito, e o seu transito em julgado,
ocorrido em 2018, atribui certeza para o direito assegurado pelo Poder Judiciario, o ativo
decorrente da acao judicial sera contabilizado em 2019.

56

6a feira |15/Mar/2019 - Edicao no 10395
Relatorio do Auditor Independente sobre as Demonstracoes Financeiras

Aos
Diretores e Acionistas da
Metalkraft S.A. Sistemas Automotivos
Quatro Barras - PR
Opiniao com Ressalva sobre as Demonstracoes Financeiras Examinamos as demonstracoes financeiras da Metalkraft S.A. Sistemas Automotivos (Companhia) que compreendem o balanco patrimonial em 31 de dezembro de 2018 e as respectivas demonstracoes do
resultado, do resultado abrangente, das mutacoes do patrimonio liquido e dos fluxos de caixa
para o exercicio findo nessa data, bem como as correspondentes notas explicativas, incluindo
o resumo das principais politicas contabeis. Em nossa opiniao, exceto pelos efeitos do assunto
descrito na secao a seguir intitulada Base para Opiniao com Ressalva, as demonstracoes
financeiras acima referidas apresentam adequadamente, em todos os aspectos relevantes, a
posicao patrimonial e financeira da Metalkraft S.A. Sistemas Automotivos em 31 de dezembro de 2018, o desempenho de suas operacoes e os seus fluxos de caixa para o exercicio
findo naquela data, de acordo com as praticas contabeis adotadas no Brasil, aplicaveis as
pequenas e medias empresas (NBC TG 1000). Base para Opiniao com Ressalva sobre as
Demonstracoes Financeiras Reducao ao Valor Recuperavel de Ativos A administracao da
Companhia nao realizou o teste de recuperabilidade de seus ativos, conforme disposto na Secao 27  Reducao ao Valor Recuperavel dos Ativos, da NBC TG 1000  Contabilidade para
Pequenas e Medias Empresas. Nossa auditoria foi conduzida de acordo com as normas brasileiras e internacionais de auditoria. Nossas responsabilidades, em conformidade com tais
normas, estao descritas na secao a seguir intitulada Responsabilidade do auditor pela auditoria
das demonstracoes financeiras. Somos independentes em relacao a Companhia de acordo
com os principios eticos relevantes previstos no Codigo de Etica Profissional do Contador
e nas normas profissionais emitidas pelo Conselho Federal de Contabilidade, e cumprimos
com as demais responsabilidades eticas de acordo com essas normas. Acreditamos que a
evidencia de auditoria obtida e suficiente e apropriada para fundamentar nossa opiniao, com
ressalva sobre as demonstracoes financeiras. Outras Informacoes que Acompanham as
Demonstracoes Financeiras e o Relatorio do Auditor A Administracao da Companhia e

responsavel por essas outras informacoes que compreendem o Relatorio de Administracao.
Nossa opiniao sobre as demonstracoes financeiras nao abrange o Relatorio da Administracao
e nao expressamos qualquer forma de auditoria sobre esse relatorio. Em conexao com a auditoria das demonstracoes financeiras, nossa responsabilidade e a de ler o Relatorio de Administracao e, ao faze-lo, considerar se esse relatorio esta, de forma relevante, inconsistente com as
demonstracoes financeiras ou com nosso conhecimento obtido na auditoria, ou, de outra forma,
aparenta estar distorcido de forma relevante. Se, com base no trabalho realizado, concluirmos
que ha distorcao relevante no Relatorio da Administracao, somos requeridos a comunicar esse
fato. Nao temos nada a relatar a este respeito. Responsabilidade da Administracao pelas
Demonstracoes Financeiras A administracao da Companhia e responsavel pela elaboracao
e adequada apresentacao das demonstracoes financeiras de acordo com as praticas contabeis
adotadas no Brasil aplicaveis as pequenas e medias empresas (NBC TG 1000), e pelos controles internos que ela determinou como necessarios para permitir a elaboracao de demonstracoes financeiras livres de distorcao relevante, independentemente se causada por fraude
ou erro. Na elaboracao das demonstracoes financeiras, a administracao e responsavel pela
avaliacao da capacidade da Companhia continuar operando, divulgando, quando aplicavel, os
assuntos relacionados com a sua continuidade operacional e o uso dessa base contabil na
elaboracao das demonstracoes financeiras, a nao ser que a administracao pretenda liquidar
a entidade ou cessar suas operacoes, ou nao tenha nenhuma alternativa realista para evitar o encerramento das operacoes. Os responsaveis pela administracao da Companhia sao
aqueles com responsabilidade pela supervisao do processo de elaboracao das demonstracoes
financeiras. Responsabilidade do Auditor pela Auditoria das Demonstracoes Financeiras
Nossos objetivos sao obter seguranca razoavel de que as demonstracoes financeiras, tomadas
em conjunto, estao livres de distorcao relevante, independentemente se causada por fraude ou
erro, e emitir relatorio de auditoria contendo nossa opiniao. Seguranca razoavel e um alto nivel
de seguranca, mas nao uma garantia de que a auditoria realizada de acordo com as normas
brasileiras e internacionais de auditoria sempre detectam as eventuais distorcoes relevantes
existentes. As distorcoes podem ser decorrentes de fraude ou erro e sao consideradas relevantes quando, individualmente ou em conjunto, possam influenciar, dentro de uma perspectiva ra
zoavel, as decisoes economicas dos usuarios tomadas com base nas referidas demonstracoes
financeiras. Como parte da auditoria realizada de acordo com as normas brasileiras e internacionais de auditoria, exercemos julgamento profissional e mantemos ceticismo profissional
ao longo da auditoria. Alem disso: - Identificamos e avaliamos os riscos de distorcao relevante
nas demonstracoes financeiras, independentemente se causada por fraude ou erro, planejamos e executamos procedimentos de auditoria em resposta a tais riscos, bem como obtivemos
evidencia de auditoria apropriada e suficiente para fundamentar nossa opiniao. O risco de nao
deteccao de distorcao relevante resultante de fraude e maior do que o proveniente de erro, ja
que a fraude pode envolver o ato de burlar os controles internos, conluio, falsificacao, omissao
ou representacoes falsas intencionais. - Obtemos entendimento dos controles internos relevantes para a auditoria para planejarmos procedimentos de auditoria apropriados as circunstancias,
mas, nao, com o objetivo de expressarmos opiniao sobre a eficacia dos controles internos da
Companhia. - Avaliamos a adequacao das politicas contabeis utilizadas e a razoabilidade das
estimativas contabeis e respectivas divulgacoes feitas pela administracao. - Concluimos sobre
a adequacao do uso, pela administracao, da base contabil de continuidade operacional e, com
base nas evidencias de auditoria obtidas, se existe incerteza relevante em relacao a eventos ou
condicoes que possam levantar duvida significativa em relacao a capacidade de continuidade
operacional da Companhia. Nossas conclusoes estao fundamentadas nas evidencias de auditoria obtidas ate a data de nosso relatorio. Todavia, eventos ou condicoes futuras podem levar
a Companhia a nao mais se manter em continuidade operacional. - Avaliamos a apresentacao
geral, a estrutura e o conteudo das demonstracoes financeiras, inclusive as divulgacoes e se
as demonstracoes financeiras representam as correspondentes transacoes e os eventos de
maneira compativel com o objetivo de apresentacao adequada.
Importante: Todos os documentos armazenados para fins de busca e exibição no Radar Oficial são documentos de conhecimento público e disponibilizados por fontes oficiais em seus sites originais.